sexta-feira, 18 de setembro de 2009

Quantos terráqueos foram Lanternas Verdes?

Até hoje, cinco. O primeiro foi Alan Wellington Scott, executivo que encontrou uma misteriosa lanterna que emitia uma luz esverdeada. Ele fez um anel com o artefato e adquiriu poderes mágicos. Sua estréia (escrita por Bill Finger e desenhada por Martin Nodell) foi em julho de 1940, na 16a. edição de All-American Comics. A ideia era associar a lanterna à história da lâmpada mágica de Aladim. Por isso, ele ia se chamar Alan Ladd, o que só não rolou pois havia um ator de cinema famoso com esse nome. No final da década de 1950, quando a DC decidiu reformular alguns de seus heróis, surgiram os Guardiões do Universo, uma raça muito evoluída que habitava o planeta Oa. Eles dividiram o cosmo em 3.600 setores e designaram protetores para cada um, dando-lhes anéis de poder.
Hal Jordan passou a ser o Lanterna Verde do setor espacial 2.814 (que englobava a Terra) após receber o anel do alienígena Abin Sur, que estava à beira da morte depois da queda de sua nave em nosso planeta.
Numa fase em que Jordan foi exilado da Terra pelos Guardiões, o posto ficou com John Stewart, arquiteto negro de Nova York. Ele surgiu em Green Lantern 87, em janeiro de 1972.
Anos depois, os Guardiões convocaram o professor de educação física Guy Gardner, que só não recebeu o anel antes porque estava em coma. Ao sair da catatonia, tornou-se muito bringuento e arrogante, um verdadeiro anti-herói.
O Lanterna Verde atual chama-se Kyle Rayner e estreou em janeiro de 1994, em Green Lantern 50 (no Brasil, Crepúsculo Esmeralda, da Abril). Ele era um desenhista free-lance que recebeu o último anel forjado em Oa, pelo único Guardião sobrevivente do massacre imposto por Hal Jordan, que virou vilão.

All-American Comics # 16

Fonte: Coleção 100 Respostas - Super-Heróis (Mundo Estranho) 2004