sábado, 5 de setembro de 2009

Gênios criativos

By Érico Borgo



Porém, uma coisa Disney e Marvel têm em comum: seu poderio é baseado no trabalho de mentes criativas que começaram praticamente do nada. Walt Disney e o irmão Roy tinham sonhos de fazer animação com um grau de qualidade além do conhecido nos anos 1920. Stan Lee e Jack Kirby, que iniciaram para valer a era Marvel nos anos 1960, introduziram um nível de realidade ao mundo fantástico dos super-heróis que fechou com as transformações sociais da época.

As diferenças também estão no mesmo exemplo. Disney era um self-made men ambiciosíssimo, que assumiu dívidas monstruosas para levar suas idéias à frente. Lee e Kirby não tinham pretensão alguma além de encher páginas de gibi, cuja produção é muito barata. Em qualquer entrevista, Lee derrama sua modéstia com frases tipo “eu escrevia, as pessoas gostavam e era isso”.

Hoje, vale a pena conferir o horário de saída do colégio para contar quantas mochilas têm um Homem-Aranha ou Wolverine e quantas têm Mickey ou Pateta (ou, vá lá, o Nemo). Pode apostar que pende para os primeiros. E é por essas e outras que a Marvel vale os tais 4 bilhões de dólares.



FONTE: OMELETE