quinta-feira, 27 de agosto de 2009

UMA RESPEITÁVEL GALERIA DE VILÕES





Como geralmente acontece com os super-heróis, os inimigos mais memoráveis do Morcego apareceram logo nos primeiros anos de publicação do personagem. Além do Coringa, em Batman 1 (1940) também estreou a sensual Mulher-Gato (Selina Kyle), que se tornaria uma inimiga-amante-aliada recorrente do Homem-Morcego.
No ano seguinte surgiu o Pinguim (Oswald Chesterfield Cobblepot), na revista Detective Comics 58, de 1941. Outro que apareceu naquela mesma época foi o Duas-Caras (Harvey Dent, embora seu sobrenome fosse Kent nas primeiras histórias), em Detective Comics 66 (1942).
Esse personagem, mais que todos os vilões do Batman, foi vítima da postura politicamente correta que os quadrinhos começavam a assumir. Um notório assassino, com um rosto desfigurado e problemas psiquiátricos intensos, Duas-Caras era visto pelos editores como um personagem forte demais. Assim, logo em sua terceira história ele fez uma operação plástica e foi curado. O personagem se manteve afastado das histórias do Morcego por quase três décadas, substituído apenas ocasionalmente por diversos personagens que se faziam passar pelo verdadeiro Duas-Caras. O verdadeiro Harvey Dent reapareceu como Duas-Caras apenas em 1968, na revista World's Finest Comics 173.


FONTE: MUNDO DOS SUPER-HERÓIS # 11 - JULHO/AGOSTO 2008