domingo, 30 de agosto de 2009

BATWOMAN E SUA BOLSA DE UTILIDADES





Com a opinião pública voltada contra os quadrinhos, a DC resolveu seguir o caminho mais seguro. Um dos universos mais atingidos foi o do Homem-Morcego, já que os criminosos deixaram de ser perigosos, as ameaças se tornaram menos reais e Gotham City se tornou menos sombria. Mas algo ainda precisava ser feito quanto às acusações de homossexualidade que Wertham lançou. Assim, em 1956, uma nova heroína foi acrescentada à batfamília. Batwoman estreou em Detective Comics 233, numa história escrita por Bob Kane e ilustrada por Sheldon Moldolf. Ela era na verdade a socialite Kathy Kane, que se inspirou no Batman para criar uma identidade heróica e combater o crime.
Ela utilizava uma bolsa de utilidades cheia de apetrechos, como batons, presilhas de cabelo e braceletes especiais desenvolvidos para o combate ao crime. Ela se tornou o principal interesse romântico do Homem-Morcego durante alguns anos, mas com a volta do realismo às histórias do Batman, ela foi esquecida por muitos anos e só ressurgiu para morrer, em Detective Comics 485, de 1979. Recentemente, uma nova Batwoman, chamada Kate Kane, surgiu em Gotham, mas pouco foi revelado sobre ela.


FONTE: MUNDO DOS SUPER-HERÓIS # 11 - JULHO/AGOSTO 2008