domingo, 8 de dezembro de 2013

SUCESSO ARREBATADOR


Star Wars estreou em 25 de maio de 1977 em apenas 32 salas de cinema nos Estados Unidos. Para não encarar um possível fracasso, Lucas tirou férias naquela semana e foi para o Havaí com o amigo Steve Spielberg. Ninguém, nem mesmo Lucas ou a Fox, imaginava o destino comercial de Star Wars. Inesperadamente, a bilheteria inicial foi muito boa. Tudo graças à divulgação boca a boca e a uma boa parcela do público que voltou repetidas vezes para assistir a ele.

Rapidamente, Star Wars se transformou num fenômeno, arrecadando mais de 133 milhões de dólares em três meses - um valor surpreendente para a época, ainda mais levando-se em conta que foi exibido em poucas salas. Frente ao sucesso, a Fox começou a aumentar o número de cópias por todos os Estados Unidos. As filas para ver o filme dobravam esquinas e a produção ficou em cartaz por mais de um ano, arrecadando incríveis 265 milhões de dólares. Uma das explicações para o sucesso era que, finalmente, um filme apresentava o que só existia, até então, nos quadrinhos e nos livros: batalhas espaciais em alta velocidade, duelos com laser, naves colossais, planetas destruídos... O filme foi indicado a vários Oscars e chegou a ganhar alguns nas categorias mais técnicas.

Star Wars teve outros relançamentos oficiais: em 1978, em 1980 (quando ganhou o complemento Episódio IV: Uma Nova Esperança) e em 1997 (com acréscimos de efeitos especiais computadorizados). A essa altura, era claro para o mundo que Lucas e a Fox fariam mais filmes passados há muito tempo, em uma galáxia muito, muito distante. Somando-se a bilheteria de outros relançamentos, o total arrecadado pelo filme chegou a 460 milhões. Atualizados os valores, Star Wars é a segunda bilheteria da história do cinema nos EUA, perdendo apenas para ...E o Vento Levou.

Por Maurício Muniz

MUNDO DOS SUPER-HERÓIS #29 - Editora Europa.