quinta-feira, 5 de dezembro de 2013

A JORNADA DO HERÓI


Dessa vez, a missão não é só salvar Metrópolis e o mundo. Cabe ao Homem de Aço ressuscitar todo o universo cinematográfico da Warner/DC

Por Mauricio Muniz, 
com colaboração de 
Eduardo Marchiori e Gustavo Vicola

A ideia para um novo filme do Superman surgiu em 2010, quando o roteirista David Goyer discutia com o diretor Christopher Nolan os detalhes da trama do que se tornaria O Cavaleiro das Trevas Ressurge, a terceira aventura do Batman. Por alguma razão, o assunto enveredou para o universo do herói de Krypton, e Goyer comentou que tinha uma ideia de como apresentar o clássico personagem às novas audiências, tão acostumadas com heróis mais durões, realistas e humanos. Após muitas discussões e um complicado processo judicial contra a Warner, o Homem de Aço ganhou nova chance de alçar voo em Hollywood.

O estúdio resolveu investir numa visão mais moderna e inédita, que coloca Superman no lugar de destaque que deveria ocupar por direito, mas que foi usurpado recentemente pelos heróis da Marvel. Segundo prega a Warner, é um Superman como nunca se viu antes, como se fosse o primeiro filme do personagem para o cinema.

Com produção de Christopher Nolan e direção de Zack Snyder (300, Wathmen), o novo filme - batizado criativamente como O Homem de Aço (The Man of Steel) - tem tudo para mudar os rumos da Warner/DC no cinema com uma versão realista do herói de Krypton. Isso bem resumido em um depoimento do diretor Snyder à revista inglesa Total Film, que parodia a propaganda do clássico filme de 1978: "Você vai acreditar que um homem é capaz de voar, mas mantendo os pés no chão."

Logo que surgiram as primeiras fotos promocionais de O Homem de Aço, em 2012, foi possível notar que o herói não usava mais seu famoso calção vermelho por cima do uniforme. Segundo Snyder, foram pensadas muitas maneiras de manter a clássica vestimenta, mas conclui-se que era um item desnecessário. Esse é apenas um exemplo das mudanças na mitologia e no perfil do personagem que o filme traz.

Várias HQs e momentos da vida do herói inspiraram o filme. Mas três obras influenciaram mais o roteiro: 

Superman: O Legado das Estrelas,
Superman: Terra Um e
Superman: Origem Secreta.

Em entrevistas, Snyder citou Grandes Astros: Superman, de Grant Morrison e Frank Quitely, como uma de suas histórias favoritas.

MUNDO DOS SUPER-HERÓIS #44 - Junho de 2013 - Editora Europa.