terça-feira, 3 de março de 2009

Os defeitos do Rato

O Rato fala mais do que a boca e muitas vezes não tem noção do perigo. Ele realmente acha que pode tudo. Como também é muito competitivo, o Rato está constantemente envolvido em ambiente hostil. A sorte dele é que é tão boa praça que todo mundo gosta dele e acaba perdoando sua boca enorme (que ele chama de sinceridade), sua falta de senso (que ele chama de criatividade) e sua falta de lógica (que ele chama de intuição).

Da mesma forma que uma qualidade vira defeito quando mal empregada, o Rato usa sua forma direta e honesta pra perguntar coisas constrangedoras. A pessoa inquirida, surpresa, às vezes é obrigada a mentir, o que deixa o Rato mais irritado ainda. O Rato precisa aprender a controlar sua língua e discernir uma pergunta direta de uma pergunta indelicada. Essa sua mesma característica direta pode fazê-lo um tanto rude também, magoando alguns mais sensíveis, como o Cão ou o Porco, e irritando outros mais perigosos, como o Dragão e o Tigre.