domingo, 29 de março de 2009

Gates começou brincando

Diz a lenda que Silicon Valley (Califórnia, EUA), o centro da indústria da computação norte-americana, começou com dois garotos montando um computador numa garagem. De certa forma, foi isso mesmo.
Steve Jobs, fundador da Apple, construiu o primeiro Apple aos 21 anos, com seu amigo Steve Wozniak – num fundo de garagem.
Aos 19, Jobs já trabalhava na Atari. O ano era 74 – Bill Gates fundou a Microsoft no ano seguinte, aos 18, com seu amigo Paul Allen. Ele tinha escrito o primeiro programa de computador aos 13 anos.
Gates caiu fora da faculdade depois de fundar a Microsoft, que no começo era uma brincadeira. Nunca mais voltou a estudar.
“Parece que fomos uma geração inteira, no mundo todo, a arrastar conosco para a maturidade o nosso brinquedo predileto”, afirma Gates em seu livro, “A Estrada para o Futuro” (Companhia das Letras, 1995).
Mas, ao contrário do que Gates sugere, essa não foi uma tendência somente de sua geração. Milhares de garotos ainda reforçam o velho mito do nerd-prodígio que vive num abstrato de circuitos e equações. Algumas das melhores invenções da Internet – que depois do computador pessoal é a maior revolução da computação – são da autoria de quase adolescentes.
Marc Andreessen deu a partida quase sem querer na corrida do ouro da Internet, quando escreveu, em uma semana, o programa Mosaic.
Andreessen era estudante do National Center for Supercomputing Applications e tinha apenas 21 anos.
Menos famoso que ele é Eric Bina, que hoje tem 25 anos. Bina ajudou Andreessen a escrever o Mosaic.
Hoje, aos 24 anos, Andreessen é vice-presidente da Netscape, empresa que produz o programa de mesmo nome, presente em três quartos dos computadores que acessam a Internet.
Tão famoso e importante na Internet quanto o Netscape é o Yahoo! um índice de endereços visitado regularmente por quase todos os usuários da rede.
O Yahoo! também começou como uma brincadeira de estudantes. Jerry Yang e David Filo, hoje com 24 e 26 anos respectivamente, começaram a catalogar suas páginas preferidas num computador da Universidade de Stanford, em 1993.
O negócio cresceu muito e o Yahoo! foi copiado por centenas de sites, mas continua sendo o mais popular da Web.

Bill Gates (de pé) aos 13 anos (1968), ao lado de Paul Allen, um dos fundadores da Microsoft.

fonte: FOLHA DE SÃO PAULO - 21/10/1996 - folhateen