segunda-feira, 18 de novembro de 2013

WILL EISNER

Spirit by Alex Ross' Official Web Site

EMBORA SEU NOME ESTEJA ETERNAMENTE LIGADO AO SPIRIT, WILL EISNER É CONSIDERADO O BENJAMIN FRANKLIN DOS QUADRINHOS, POR INVENTAR O TERMO GRAPHIC NOVEL, ALÉM DE TER SIDO O PRIMEIRO CRIADOR A SER DONO DE SEU PERSONAGEM E AJUDADO A MOLDAR O SISTEMA DE ESTÚDIOS

Por Mike Cotton

Ele ofereceu ao jovem Joe Kubert o primeiro trabalho na área de quadrinhos: varrer o chão de seu estúdio. Alan Moore afirma que ele "é o principal responsável por dar um cérebro ao gênero". Lendas como Jack Kirby, Lou Fine e Bob Kane iniciaram suas carreiras com ele, desenhando charges e tiras por alguns dólares por dia.

Quando Will Eisner estreou nos quadrinhos, em 1936, mal havia uma "indústria" do gênero, por assim dizer, mas este futuro ícone ainda iria deixar sua marca nela.

Eisner liderou uma revolução nos gibis ao proclamar que "os quadrinhos são uma forma literária válida e uma grande forma de arte", desenvolvendo a moderna graphic novel, que levou a uma evolução no campo das artes sequenciais. Mas não fez apenas isso na vida.

Ele trabalhou para o Pentágono, criando manuais de treinamento para o exército e chegou a voar até o Vietnã, com tiroteios e explosões acontecendo sob seus pés, apenas para sentir o clima do conflito. Também voltou-se para as ruas de Nova Iorque, e chegou a ver pessoas saltando das janelas dos arranha-céus de Manhattan durante a Grande Depressão, enquanto vendia jornais nas ruas abaixo. Provavelmente, foi a única pessoa a dizer não a Stan Lee, rejeitando a oportunidade de assumir o cargo de editor-chefe da Marvel.

Embora seus contemporâneos estivessem aposentados ou mortos, até o fim da vida Eisner, com 87 anos, continuava trabalhando oito horas por dia, cinco dias por semana, em seu estúdio nos arredores de Fort Lauderdale, na Flórida.

No decorrer da vida, fez de tudo. Era uma virtual enciclopédia viva de quadrinhos, com enorme conhecimento da área; o que leva à indagação: por que Hollywood nunca bateu às portas de Will Eisner com maletas cheias de dinheiro vivo na esperança de contar a história de sua vida? Será que Tom Hanks ou Kevin Spacey não disputariam o papel do homem que é unanimemente reconhecido como o mais influente criador a se sentar diante de uma prancheta, e cuja vida foi uma montanha-russa de gêneros tão variados quanto o drama, a ação, o romance e a violência? Isso sem mencionar sua mais conhecida e revolucionária criação - o Spirit.

WIZARD BRASIL # 18 - Março de 2005 - Panini Comics.