terça-feira, 8 de março de 2011

Uma década à frente

Homem-Animal, Senhor Destino, Starman, Xeque-Mate, L.E.G.I.Ã.O... DC 2000 investiu em heróis pouco conhecidos e HQs adultas

Por Nikki Nixon

DC 2000 (1990) 1
by Editora Abril

No final de 1989, a Ed. Abril acabara de publicar a maxissérie Milênio e se preparava para lançar no fim de 1990 Invasão, outra saga que prometia mudanças profundas no universo DC. Uma delas seria a volta de diversos heróis obscuros - como Homem-Animal, Starman e Xeque-Mate, que andavam no limbo editorial. Para tornar esses personagens conhecidos entre os leitores brasileiros, a Abril decidiu criar DC 2000, um título extra para suprir essa demanda temporária.
O que ninguém esperava é que ele se tornaria uma das mais interessantes publicações da linha DC já lançadas no Brasil. Concebida como revista mix, DC 2000 trazia quase que somente heróis de segundo escalão - as exceções foram a Mulher-Maravilha, que saiu nas duas primeiras edições, e Batman, que teve HQs publicadas em quatro números.
Xeque-Mate foi um dos destaques do início da revista. Eram HQs sobre uma organização secreta do governo que recrutava agentes para missões de espionagem. Tudo para manter o mundo melhor e mais seguro, seja qual fosse o método necessário para isso. Os agentes do Xeque-Mate agiam ao bel prazer, muitas vezes contra as regras da própria organização. Com muita tecnologia, preparo físico e agilidade mental, eles enfrentavam vilões corporativos, terroristas, agentes inimigos e mercenários. Tiveram, ao todo, dez aventuras publicadas em DC 2000.
O Homem-Animal, que fora revitalizado por Grant Morrison, estreou na edição 3. Em seguida, vieram Starman, Nuclear e Senhor Milagre. Mesmo com a predominância de super-heróis, as HQs de DC 2000 eram permeadas por temas mais sérios. Isso logo se tornou um diferencial sobre os gibis mensais do período.

DC 2000 (1990) 3
by Editora Abril

Fonte:
Mundo dos SUPER-HERÓIS # 24
Novembro/dezembro de 2010
pág. 70