segunda-feira, 21 de março de 2011

Os Pilares da Terra

Volume II



Ken Follett, mestre do suspense e da ação, não poderia ter escolhido mais inusitado na sua trajetória literária, pautada por romances de espionagem: a construção de uma catedral gótica na Inglaterra do século XII. Impondo o seu ritmo ágil a uma história que recria uma época marcada pelo poder da igreja e dos cavaleiros, e pela arquitetura como máxima expressão artística, Follett escreve um romance que segue, inclusive estruturalmente, o levantamento do chão de uma obra-prima de pedra e delicados ornamentos.
No segundo volume o fio condutor da narrativa passa a ser Jack Shareburg, o filho de Ellen com um trovador injustamente condenado à morte na forca. Criado por Tom, Jack se vê impelido a correr mundo pela impossibilidade de se casar com Aliena, noiva de seu irmão, e pela incapacidade de se adaptar ao noviciado. Decidido a fazer o Caminho de Santiago de Compostela, ele entra em contato, no percurso, com a cultura sarracena e vai a Paris a tempo de ver construída a catedral de Saint-Denis. É ali que reencontra Aliena e o filho, e decide voltar à Inglaterra, para cumprir o que julga ser sua missão: levar as conquistas do gótico francês, a mistura de solidez e leveza, para a reconstrução da catedral de Kingsbridge.
As tramas paralelas, desenvolvidas por Follett no primeiro volume, ganham na segunda parte fôlego surpreendente. Movimentos camponeses, conspirações, procissões improvisadas, tudo reflete a agitação do final do século e a mudança galopante das feições da Inglaterra feudal. Os mistérios propostos no início do romance são desvendados, as peças do quebra-cabeças encaixam-se.

O AUTOR

Ken Follett vive em Londres com a mulher, Barbara, e seus filhos. Nascido no País de Gales em 1949, ele se projetou, aos 27 anos, ao lançar seu primeiro romance, O buraco da agulha. Desde então vem colecionando sucessos como O vôo da águia e Na toca do leão.

Título original:
THE PILLARS OF THE EARTH
1989

Tradução de
PAULO AZEVEDO

EDITORA ROCCO LTDA.

607 págs.