quarta-feira, 9 de março de 2011

Ab ovo

Desde o ovo, desde a origem primeva
Horácio (Quintus Horatius Flaccus)
65-8 a.C.

Em sua Arte Poética, Horácio elogia o poeta épico grego Homero, porque este, em sua Ilíada, não narrou a história anterior da guerra de Troia "desde o ovo". "Ab ovo" deveria, portanto, referir-se a um conceito muito amplo, semelhante à expressão de que alguém começa sua história desde a mais remota antiguidade, desde "Adão e Eva". Na obra de Homero, "ab ovo" pareceria insinuar o nascimento da mãe da bela Helena de Troia. De fato, Zeus, o pai dos deuses, teria se achegado a Leda, mãe de Helena, sob a forma de cisne; em seguida, Leda teria posto ovos, dos quais nasceram filhos normais. A locução latina "ab ovo usque ad mala" (do ovo até as maçãs) também se encontra em Horácio, mas não tem nada a ver com os ovos de Leda. Significa do "começo ao fim", porque uma refeição romana começava tradicionalmente com um ovo e terminava com uma fruta.

Fonte da imagem: Té la mà Maria - Reus