sábado, 10 de dezembro de 2011

A SAGA TOMA FORMA

DOSSIÊ STAR WARS
UMA NOVA ESPERANÇA - 1977


Ciente que tinha mais talento para ideias do que para colocá-las coerentemente no papel, Lucas suou muito para melhorar a trama do filme. Com isso, alguns elementos entraram enquanto outros saíram. Novos vilões foram incorporados ao roteiro: General Darth Vader e Príncipe Valorum, dois lordes sombrios das forças Sith. Skywalker teve o nome mudado para Starkiller e os dois burocratas tornaram-se androides. Juntos, os heróis pedem ajuda a Han Solo, um monstruoso traficante de pele verde. A base dos heróis seria a cidade flutuante de Alderaan e o filme passou a se chamar As Aventuras de Starkiller: Capítulo Um da Guerra nas Estrelas.

Entre tantas ideias, Lucas percebeu que tinha material para uma saga muito maior. Mesmo assim, resolveu que o primeiro filme acabaria com os heróis vitoriosos na luta contra as forças Imperiais. Nada seria resolvido definitivamente, mas daria uma impressão de final, caso não viessem a ser produzidas continuações.

Novas versões foram tomando forma. O nome Skywalker voltou à cena e agora o herói era um jovem camponês, filho de um cavaleiro Jedi. Um dos conceitos de Joseph Campbell - o de um mentor para o herói - apareceu na forma de um velho ermitão que Lucas via como uma mistura entre Gandalf, de O Senhor dos Anéis, o mago Merlin e os samurais vistos nos filmes de Akira Kurosawa. Han Solo passou a ser um traficante humano cínico e charmoso, inspirado por Sir Lancelot. Leia tornou-se uma mistura de Dejah Torris, de A Princesa de Marte; Dorothy, de O Mágico de Oz, e Galadriel, de O Senhor dos Anéis. O General Darth Vader e o príncipe Valorum foram fundidos em um só personagem, descendente da tradição maligna de inimigos como o Cavaleiro Negro das lendas arturianas e Sauron, o vilão máximo de Tolkien, Vader usaria uma máscara e uma armadura para esconder seu rosto e corpo desfigurados. Já os Jedi foram reimaginados como uma antiga ordem de cavaleiros que prezava pela ordem nos tempos da República.

A história deixou de se passar no futuro de se passar no futuro para ter lugar num passado não definido. E, talvez mais importante, um tema quase religioso foi incluído com o conceito da Força, um poder que une todas as coisas e pode ser dominado para o bem ou para o mal. Após três anos, George Lucas chegara finalmente ao formato final do seu roteiro.

Mundo dos Super-Heróis - Número 29 - setembro/outubro de 2011
págs. 27-28