terça-feira, 13 de dezembro de 2011

BASTIDORES DAS FILMAGENS

DOSSIÊ STAR WARS
UMA NOVA ESPERANÇA - 1977


O maior desafio para a produção de Star Wars foi criar tudo que o roteiro de George Lucas pedia. Mesmo prestes a ser filmado, Star Wars ainda não era bem compreendido pela Fox. Para ajudar o estúdio a entender o aspecto visual do filme e a grandiosidade que queria transmitir, Lucas contratou Ralph McQuarrie, um ilustrador da Boeing que também criava cartazes de filmes e animações. Quando viram os desenhos de McQuarrie, os executivos da Fox passaram a compreender melhor o que tinham nas mãos e liberaram um orçamento de 8 milhões de dólares para a produção. No final, o orçamento acabaria próximo dos 11 milhões. Atualizando a inflação, esse valor hoje equivaleria a cerca de 45 milhões de dólares.

A partir daí, uma das maiores necessidades de Lucas seria reunir bons técnicos em efeitos especiais, coisa rara naqueles tempos. Lucas buscou jovens que trabalhavam em comerciais de TV ou em filmes B e, para dar conta do recado, criou a Industrial Light and Magic, que viria a se tornar o mais importante estúdio de efeitos especiais do cinema. Entre os técnicos do filme estavam John Dykstra, inventor de uma câmera que permitia maior mobilidade para filmar cenas de ação com maquetes; Richard Edlund, um dos pioneiros em efeitos por computador; e Joe Johnston, criador de boa parte das naves e maquetes do filme e que, mais tarde, se tornaria diretor de Rocketeer (1991) e Capitão América (2011).

Boa parte das cenas com efeitos especiais foi rodada na Califórnia enquanto os atores trabalhavam em um estúdio na Inglaterra. Já as cenas passadas no desértico planeta Tattoine foram registradas na Tunísia, onde quatro anos mais tarde também seria rodada boa parte de Caçadores da Arca Perdida, produzido por Lucas. Mas as coisas não foram fáceis. As filmagens atrasaram, os efeitos especiais demoraram a funcionar a contento, a Fox ameaçou várias vezes parar as filmagens e cancelar o projeto. Lucas chegou aos limites do estresse e foi até hospitalizado, com sinais de que iria infartar. Mas tudo seria recompensado em breve.

Mundo dos Super-Heróis - Número 29 - setembro/outubro de 2011
pág. 28