quarta-feira, 1 de abril de 2009

Amar em silêncio é viver de enganos

A arte de dar é semelhante à arte de receber amor. Muitas vezes, nosso julgamento sobre a felicidade alheia termina sendo responsável por nossa própria infelicidade.
Um casal de velhos tomava café no dia de suas bodas de ouro. A mulher passou manteiga na parte crocante do pão e estendeu para o marido, ficando com o miolo.
“Sempre quis comer a melhor parte”, pensou consigo mesma. “Mas amo meu marido e sempre lhe dei o miolo. Hoje gostaria de satisfazer meu desejo.”
Para sua surpresa, o rosto do marido abriu-se num sorriso.
“Obrigado por este presente”, disse ele. “Sempre quis comer a casca. Mas, como você gostava tanto, eu nunca ousei pedir.”
15/01/96