quinta-feira, 15 de março de 2012

COM O DEMOLIDOR, A JUSTIÇA É CEGA

Daredevil (1964) 1-A
Comic Book by Marvel, Apr 1964

Em 1964, Stan Lee criou o personagem que tornou-se um dos seus preferidos. Em sua contínua busca por interessantes e lucrativos heróis, o editor e roteirista queria um personagem que tivesse uma deficiência mais interessante que seus poderes. Ele lembrou-se do policial Duncan McClain, um detetive cego criado pelo escritor Baynard Kendrick, que lia na adolescência. Se um homem sem visão poderia ser um ótimo detetive, o que impediria que o outro se tornasse um grande super-herói?

Quando uma pessoa perde a visão, seus outros sentidos se ampliam. Lee levaria isso às últimas consequências, fazendo com que um isótopo radioativo atingisse o jovem Matt Murdock durante o acidente que o deixou cego, dando a ele sentidos sobre-humanos. Mas ele não teria superforça. Suas armas seriam seus sentidos apurados, o corpo de atleta e a inteligência. O próprio nome mostraria sua bravura: Daredevil ("destemido" seria uma tradução melhor), com o título de "o homem sem medo". Para desenhar Daredevil 1, de 1964, Lee convidou Bill Everett. A capa, porém, era do eterno parceiro Jack Kirby.

Daredevil (2011) 9-A
Comic Book by Marvel, Apr 2012

MUNDO DOS SUPER-HERÓIS - 14
pág. 32

janeiro/fevereiro de 2009
EDITORA EUROPA