sábado, 9 de maio de 2009

Busca espiritual
precisa de alegria


O venerável Nitju aproximou-se do mestre, fez uma reverência e sentou-se ao seu lado.
"Tenho feito as meditações, as preces e os exercícios. Exatamente como o senhor mandou", disse. "O resto do tempo, passo entre os amigos, conversando sobre a vida".
O mestre não disse nada.
"E fico com a sensação de que só metade do que faço é sagrado", continuou Nitju.
"Você, quando está na mesa com os amigos, aplica os conhecimentos adquiridos durante as práticas espirituais?"
"Eu me divirto", respondeu Nitju.
"Então, o seu dia é inteiramente sagrado. Porque você equilibra a disciplina da busca com a alegria da vida", concluiu o mestre.


Maktub – Paulo Coelho