terça-feira, 6 de setembro de 2011

STEPHEN STRANGE, UM HERÓI MÍSTICO

Por Maurício Muniz

Strange Tales (1951) 110-A
Comic Book by Marvel, Jul 1963

Segundo Stan Lee, a inspiração para o Dr. Estranho saiu de sua infância. Ao lembrar do personagem Chandu, o Mago, astro de um programa de rádio, o roteirista teve a ideia de criar um herói que dominasse as artes místicas. Como todo personagem da Marvel tinha uma tragédia em seu passado, com o Dr. Estranho não seria diferente. Após perder a habilidade com as mãos num acidente automobílistico, o cirurgião Stephen Strange sai pelo mundo atrás de uma cura e chega à Índia, em busca do Ancião, um místico que poderia curá-lo. Mas o que o Ancião fez foi tornar o arrogante médico seu discípulo e, com o tempo, Strange tranformou-se no Dr. Estranho, campeão das artes místicas. Para dar mais credibilidade ao personagem, Lee criou uma série de nomes estranhos, que achava apropriados para um mago proferir: Agamotto, Dormammu e Hoggoth eram alguns.

A primeira história do Dr. Estranho a ser publicada, na edição 110 de Strange Tales, em julho de 1963, não apresentava sua origem, mas sim uma aventura curta contra o vilão dimensional Pesadelo. A origem seria apresentada cinco meses depois, na edição 115 da revista. Steve Ditko, com seu apuro visual e facilidade para criar cenários surreais, foi escolhido como o desenhista regular da série.

Strange Tales (1951) 115-A
Comic Book by Marvel, Dec 1963

Doctor Strange (1968) 170-A
Comic Book by Marvel, Jul 1968


Fonte:
MUNDO DOS SUPER-HERÓIS # 14
JANEIRO/FEVEREIRO 2009

Pág. 30



Veja também:
STAN LEE