quinta-feira, 29 de setembro de 2011

3. SUCESSO NAS BANCAS E PRIMEIROS IMITADORES

DOSSIÊ SUPERMAN ANOS 1930/40

Um início promissor

Já nas primeiras edições, surgiram a rica mitologia e as polêmicas de bastidores

Por Antônio Luiz Ribeiro

A partir da edição 4, a revista Action Comics teve um substancial aumento de vendas. Em pouco tempo já alcançava a marca de 500 mil exemplares e, em 1941, passava dos 900 mil por mês. Tanto que em 1939 a National tratou logo de criar outra revista, chamada apenas Superman, que alcançou a incrível circulação de 1,25 milhões de exemplares. No mesmo ano, surgiram as tiras de jornal e a empresa onde Kent trabalhava passou a se chamar Planeta Diário, pois descobriu-se que existia um jornal de verdade intitulado Estrela Diária.

Em 1940, estreou o popularíssimo programa de rádio As aventuras do Superman, responsável pela criação, em 1943, do ponto fraco do herói: o mineral verde kryptonita. Toda essa movimentação em torno do Superman não passou despercebida e logo apareceram imitadores nas bancas, caso de Wonder-Man (editora Fox), Master Man (Fawcett), Steel Sterling (MLJ) e até "um tal de Capitão Marvel", que a National chegou a processar. Em 1956, quando já não trabalhava para a National, o próprio Jerry Siegel criou sua cópia do Super. O herói chamava-se Mr. Muscles (publicado no Brasil no Globo Juvenil Mensal com o nome de Hércules) para a Charlton. Com exceção do Capitão Marvel, nenhum desses heróis bateu o Homem de Aço.

Action Comics (1938) 4-A
Comic Book by DC, Sep 1938

Action Comics (1938) 7-A
Comic Book by DC, Dec 1938

Superman (1939) 1-A
Comic Book by DC, Jun 1939

Fonte: Mundo dos Super-Heróis # 18
Setembro/Outubro de 2009
Pág. 25


Veja também:
CRISE DE IDENTIDADE