domingo, 4 de setembro de 2011

MEU NOME É FURY, NICK FURY

Por Maurício Muniz

Sgt. Fury and His Howling Commandos 1-A
Comic Book by Marvel, Dec 1963

Em meio a tantos super-heróis que surgiam com sucesso da Marvel, a editora encontrou espaço para lançar aventuras passadas na Segunda Guerra. A primeira edição de Sgt. Fury and His Howling Commandos surgiu em maio de 1963, contanto as aventuras do Sargento Nick Fury e seu pelotão, que enfrentava nazistas na Europa nos anos 40. A revista, criada por Stan Lee e Jack Kirby, foi um sucesso e muitos leitores inundavam a Marvel com cartas que perguntavam "O Sargento Fury ainda está vivo nos dias de hoje?".

Lee começou a imaginar como lançar uma nova revista. Fã de James Bond e da série televisiva O Agente da UNCLE, ele imaginou que o desenvolvimento lógico para o herói de guerra era tornar-se um espião. Assim, em Strange Tales #135, em 1965, os fãs do personagem descobriram que Fury estava vivo e bem nos anos 60, atuando como um agente da SHIELD - uma sigla inspirada pelo nome da organização secreta do seriado de TV. A série Nick Fury, Agent of SHIELD, produzida por Lee e Kirby, teve boa repercussão, mas tornou-se um sucesso maior ainda quando o excepcional desenhista Jim Steranko a assumiu tempos depois.

Uma curiosidade: a Hidra - organização terrorista enfrentada por Fury - parecia inspirada em um poderoso grupo de criminosos enfrentados pelo Sombra, o herói dos pulps, que tinha o mesmo nome e o mesmo lema: "Quando um de nossos membros cair, dois outros tomarão seu lugar".

Strange Tales (1951) 135-A
Comic Book by Marvel, Aug 1965

Nick Fury, Agent of S.H.I.E.L.D. (1968) 1-A
Comic Book by Marvel, Jun 1968


Fonte:
MUNDO DOS SUPER-HERÓIS # 14
JANEIRO/FEVEREIRO 2009

Pág. 30



Veja também:
NAMOR, O SENHOR DOS MARES