sexta-feira, 1 de abril de 2011

O FIM DE UMA REVISTA

Dossiê TITÂNICO - ANOS 70

Por Antônio Santos

As histórias do grupo voltaram a ter um foco mais aventuresco a partir de Teen Titans 32 (1971), mas as vendas da revista continuavam em baixa. Outra tentativa editorial foi investir em temas sobrenaturais e místicos, o que confundiu ainda mais os leitores, pois era claro que esses temas eram inadequados para um grupo de coloridos sidekicks. Nem a entrada de novos integrantes surgiu efeito. Rapina, Columba, Lilith, Malcolm Duncan (o primeiro Titã negro, mostrado à esquerda) e Gnarrk (um homem das cavernas que foi trazido para o presente) não atraíram a simpatia dos leitores. Assim, a série clássica dos Titãs foi descontinuada na edição 43, de 1973. Durante um tempo a Turma Titã saiu de cena e ganhou apenas reedições de suas histórias publicadas nas revistas DC Superstars e Super-Team Family. Inesperadamente, depois de um tempo essas edições tiveram vendas razoáveis e, em 1976, os Titãs ganharam uma nova chance. O título manteve o mesmo nome e continuou a partir do número 44, com Paul Levitz e Bob Rozakis nos roteiros.

Teen Titans (1966) 32-A
Comic Book by DC, Apr 1971

Teen Titans (1966) 43-A
Comic Book by DC, Feb 1973

Teen Titans (1966) 44-A
Comic Book by DC, Nov 1976

FONTE:
MUNDO DOS SUPER-HERÓIS # 12
SETEMBRO/OUTUBRO 2008
Pág. 24