sábado, 5 de dezembro de 2009

POLARIS

(Lorna Dane)

Segunda mulher a entrar nos X-Men, Lorna se considerava uma pessoa normal e até tingia seus cabelos verdes de castanho para não chamar a atenção. Na verdade, seu poderes mutantes não haviam se manifestado e assim permaneceriam, caso o vilão Mesmero não tivesse iniciado um plano de recrutar um exército mutante.
Mesmero invadiu a Mansão dos X-Men e, utilizando o Cérebro, o aparelho usado por Xavier para localizar mutantes, fez uma convocação mental só captada por pessoas com poderes latentes, ou seja, que não tinham consciência disso. Lorna foi então capturada e submetida a um aparelho que destravou seus poderes magnéticos. Após isso, foi levada a acreditar que era filha de Magneto e tornou-se inimiga dos X-Men. Com o tempo Lorna se livrou da influência de Mesmero e se aliou aos mutantes. Aceita no Instituto Xavier, iniciou um romance com Bobby Drake, o Homem de Gelo.
Os poderes de Polaris estão ligados à manipulação de energia eletromagnética. Ela pode mover objetos metálicos e corpos humanos. Nas primeiras histórias, Lorna se mostrava bastante insegura com seus poderes e posição na equipe. Tanto que participou de pouquíssimas missões. Mas com o tempo, aprendeu a usar todo o potencial de seus dons. Polaris surgiu em 1968, na edição 49 de X-Men.

X-Men (Vol 1) 49-A Comic Book by Marvel, Oct 1968

Polaris

FONTE: MUNDO DOS SUPER-HERÓIS # 4 - ABRIL/MAIO DE 2007