quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Escorpião

Nascidos entre 23 de outubro e 22 de novembro



Uma das maiores dificuldades de Escorpião é aprender a ser tolerante. Compaixão ele tem bastante, embora possa se mostrar impiedoso quando necessário; mas, ao contrário dos seus colegas piscianos e cancerianos, não será muito influenciado por uma história triste, se achar que quem a conta não fez de tudo para se ajudar. Mesmo com toda essa compaixão, você quase sempre achará que o escorpiano é intolerante com a fraqueza. No entanto, ele é sensível ao sofrimento e à solidão alheios. Você pode encontrar muitos escorpianos em profissões ligadas à assistência, como medicina e psicologia, isso porque são preocupados com a dor e o sofrimento em que as pessoas vivem aprisionadas; mas preguiça e fraqueza são coisas que ele não admite. Sua atitude é a de que, não importa em que enrascada esteja metido, você pode sair dela e fazer de sua vida aquilo que quiser. Porém, na hora em que estiver apto a viver sua vida, o escorpiano terá descoberto o segredo para realizar esse pequeno ato de transformação dentro de si mesmo. Se eu posso, raciocina ele, por que os outros não podem? O que ele não entende é que as pessoas são diferentes e que nem todos tem a sua capacidade de impiedosa autodisciplina, e também, nem todo mundo tem de passar por isso na vida. O famoso orgulho luciferiano de Escorpião o impede de reconhecer que às vezes é necessário e até corajoso fraquejar.



Isto nos leva a falar de uma outra importante faceta da natureza escorpiônica. Vamos discuti-la adiante com mais detalhes. Por ora é suficiente dizer que Escorpião tem um problema em relaxar o controle de si mesmo, e isso significa o controle em muitos níveis. Pode ser o controle da expressão espontânea de emoções - todos conhecemos aquele tipo que, mesmo depois de algumas garrafas de vinho e do quinto copo de uísque, ainda mantém sua garra de ferro sobre si mesmo e nunca, nunca mesmo, se permitirá parecer tolo ou sentimental diante dos outros. Pode ser o controle sobre as pessoas - e este pode ser um verdadeiro problema nos relacionamentos mais íntimos do escorpiano. Pode ser o controle de sua própria vida, e você o encontrará manipulando os fios de todas as marionetes à sua volta para manter o mundo em seu devido lugar. E, seja qual for sua natureza, todo escorpiano, em sua vida, tem uma grande chave que abre uma enorme porta de aço atrás da qual se encontra... Bem, você não quer mesmo saber o que há ali, não é? Pegue toda essa introspecção e essa imensa sensibilidade, adicione uma boa dose de forte orgulho e determinação para traçar seu próprio caminho na vida, coloque ainda uma dose de desconfiança generelizada com relação aos motivos dos outros, e o resultado não vai ser exatamente uma pessoa conhecida como "descansada". Às vezes essa mistura toda produz uma qualidade atraente e fascinante - sugerindo profundezas insondáveis. Sorte sua se conseguir sondá-las. Só que isso às vezes produz uma manifesta paranóia.



Já se disse muitas vezes que o escorpiano, graças à sua enorme força de vontade, paciência, persistência e introspecção, pode vencer em qualquer coisa que se proponha, e isso, em geral, é verdadeiro. O escorpiano é praticamente irrefreável quando decide empreender algo. Por ser um signo de sentimento, ele se entrega emocionalmente a tudo o que faz. Se não o fizer, ele se aborrece. Seja tornando-se um líder nacional (como Charles de Gaulle, um famoso escorpiano), seja trocando uma lâmpada queimada - se tiver interesse pelo que faz, seu trabalho não será uma coisa amorfa. Ele será feito com o coração, a alma e o corpo. Quando está verdadeiramente interessado, põe todos os seus talentos e energia naquilo que faz. Montanhas se movem sem esforço desse jeito. Essa introspecção possibilita ao escorpiano sair de lado e driblar - ou, se necessário, atacar - aqueles que querem derrubá-lo, muito antes que se perceba que algum tipo de confrontação está para conhecer. Martinho Lutero era de Escorpião. Quem, senão um escorpiano, poderia desafiar toda a Igreja Católica? Teddy Roosevelt, outro famoso escorpiano, tinha uma expressão favorita, que exprime bem sua fórmula de sucesso:

"Ande devagar e tenha sempre consigo um bom porrete".