sábado, 27 de dezembro de 2008

CAMELOT 3000

O mito do passado
renasce no futuro
A idade das trevas se abateu com mais violência sobre a Inglaterra do que sobre qualquer outro país. Depois de vinte anos de uma sangrenta guerra civil, a população havia perdido completamente a esperança... Até que, misteriosamente, iria surgir, fincada numa rocha, Excalibur, a espada mística. Em sua lâmina, as seguintes inscrições: "Aquele que retirar a espada da pedra será, por direito, rei de todos os bretões".
Muitos cavaleiros de força descomunal tentaram o feito, mas foi só o jovem Arthur, um simples escudeiro, que conseguiu realizar a façanha. Nascia, naquele momento, a mais fantástica de todas as lendas que a história já resgistrou.
A TÁVOLA REDONDA
Dono de grande nobreza, Arthur rapidamente conseguiu unificar o reino. Logo, os mais valorosos cavaleiros sentavam-se com ele, ao redor da Távola Redonda, na fortaleza de Camelot.
O mais nobre de todos os seus seguidores foi, sem dúvida, Sir Lancelot du Lac, herói francês que atravessou o canal da Mancha para servir ao soberano da Inglaterra, a quem muito admirava.
Sir Lancelot logo se transformou no maior amigo de Arthur - quase um irmão -, mas sobre ele se abateria o mais trágico drama da legendária Camelot: o nobre francês se apaixonaria ardentemente pela rainha Guinevere.
A grande meta dos comandados de Arthur foi a busca do Santo Graal, o cálice utilizado por Cristo durante a última ceia. Conta-se que apenas Percival e Galahad, por sua pureza, puderam vê-lo.
MORGANA: IRMÃ E INIMIGA
Outras duas figuras tiveram grande importância na vida da corte, Morgana Le Fey, meia-irmã do rei, e seu filho Mordred. Morgana, uma feiticeira poderosíssima, nutria grande ódio por Arthur e, por não ter direito ao trono, seduziu o rei através da magia e teve um filho com ele.
Esse filho, o perverso Mordred, dirigido pela mãe, fez chegar aos ouvidos de Arthur o adultério da rainha. Com isso, Guinevere acabou enclausurada num convento e Lancelot, exilado (rompendo, portanto, seus laços militares com o rei).
Começava a decadência de Camelot. Aproveitando-se da situação, Mordred declarou guerra ao pai, como forma de chegar ao trono.
No combate final, pai e filho se encontram num confronto corpo a corpo. Ambos acabam por se ferir mutuamente e Mordred morre. Agonizante, Arthur ordena que Percival atire Excalibur ao lago de Salisbury para, em seguida, morrer também.
No túmulo do grande rei, em Glastonbury, foi inscrita a frase:
"Aqui jaz o célebre Arthur, rei do passado e do futuro".
Estava encerrada ali a mais fascinante lenda que a imaginação humana jamais criou.
A VOLTA DO GRANDE REI
Criada por Mike W. Barr e baseada nas proféticas inscrições do túmulo de Arthur Pendragon, a aventura de Camelot 3000 acontece 2500 anos após a época da lenda original, durante a invasão da Terra por forças alienígenas e a iminente destruição da Inglaterra.
A epopéia começa quando Tom Prentice, um jovem arqueólogo, se envereda pelas ruínas de Glastonbury onde, para seu espanto, assiste à ressurreição do mais nobre dos reis. Estarrecido, Tom é levado por Arthur a Stonehenge e ali Merlin é libertado.
Em seguida, os três rumam para o lago de Salisbury e resgatam Excalibur. Nesse instante, a espada mística desaparece para surgir na sede das Nações Unidas, em Nova Iorque, fincada numa rocha como quase três mil anos antes. De lá, ela é retirada por Arthur, desta vez diante das câmeras de holovisão do mundo todo, trazendo nova esperança aos já combalidos terrestres.
A BUSCA DOS CAVALEIROS
O trio volta então à Europa para encontrar Lancelot e Guinevere reencarnados em outras pessoas - ela como Joan Acton, do comando de defesa da Terra; ele como Monsieur Futrelle, importante industrial francês. Com os dois, ressurgem reminiscências de um amor proibido.
A seguir, Merlin dá um amuleto a cada um para que busquem os demais cavaleiros, reencarnados em várias partes do mundo. É assim que são encontrados Sir Percival, transformado num neo-humano na Austrália; Sir Gawain, um pai de família sul-africano; Sir Kay, trapaceiro de Nova Chicago e Sir Galahad, um nobre samurai japonês.
A Tom Prentice coube resgatar Sir Tristão, renascido no corpo de uma linda mulher chamada Amber, que ia se casar no dia em que foi reconvocado.
OUTRA VEZ, MORGANA
Hoje já se sabe que Morgana passou os últimos 2500 anos aperfeiçoando seu poder no décimo planeta do sistema solar, de onde voltou acometida de uma estranha doença, cuja cura é desconhecida. A feiticeira conta com um fortíssimo aliado, Jordan Matthew, Secretário de Segurança da ONU.
A primeira ação de ambos é atacar Nova Camelot, enviando como líder da missão o sargento McAllister. Por ironia do destino, ele acaba mortalmente ferido por Tristão, que não é outro senão sua ex-noiva, Amber.
Por fim, e por sugestão de Merlin, Arthur resolve casar-se com Guinevere mais uma vez, como forma de evitar o envolvimento dela com Lancelot.
Enquanto isso, em seus aposentos privativos, Sir Tristão recebe a inesperada visita de Morgana... que lhe oferece a masculinidade em troca de sua traição!

SUPERAMIGOS #01 - Maio de 1985 - Editora Abril.