segunda-feira, 28 de junho de 2010

11. A ESTRÉIA DO DESENHISTA GIL KANE

O fim da inocência

Durante a década de 70, o Aranha teve HQs que mudaram a forma como os super-heróis eram vistos pelo público

Por José Salles e André Morelli

11. A ESTRÉIA DO DESENHISTA GIL KANE

Em outubro de 1970, a revista Amazing Spider-Man 89 marcou a estréia do consagrado desenhista Gil Kane. Natural da Letônia, o artista já era considerado um dos mais importantes da Era de Prata por sua passagem pela DC nos anos 60. Lá, Kane desenhou títulos como Lanterna Verde e Eléktron. Seu desenho detalhista e repleto de ângulos ousados se encaixou perfeitamente no clima das HQs do Homem-Aranha, que viveu algumas de suas melhores histórias nesse período. Logo em sua estréia, Kane desenhou a trágica morte do Capitão George Stacy, pai de Gwen, namorada de Peter Parker.

No Brasil:
Almanaque do Aranha (Ebal, 1973) e Os Maiores Clássicos do Homem-Aranha volume 3 (Panini, novembro de 2004), Homem-Aranha Premium 12 (Ed. Abril, setembro de 2001)

Fonte:
Mundo dos SUPER-HERÓIS # 9
março/abril de 2008
pág. 24

Veja também:
O SEGUNDO TÍTULO DO ARANHA